IMPOSTO DE RENDA: Saiba como fugir das garras do Leão e obter o máximo de RESTITUIÇÃO

IMPOSTO DE RENDA: Saiba como fugir das garras do Leão e obter o máximo de RESTITUIÇÃO

Você já se perguntou:

como pagar menos e  garantir maior restituição do Imposto de Renda? 

 

Separei hoje as 11 Dicas para fazer uma declaração vencedora, obtendo o máximo de RESTITUIÇÃO

Mas antes, seguem as NOVIDADES PARA A DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2016 :

 

 Neste ano, os contribuintes ao prestarem contas ao Leão não precisarão mais informar os rendimentos do cônjuge. Além disso, o programa de declaração do Imposto 2016, que já está disponível para download  desde sexta-feira (26/02/2016) –  {LINK PARA DOWNLOAD}, está importando mais dados do formulário de 2015 e existe a obrigatoriedade de autônomos que contribuem para o INSS informarem o NIT (Número de Inscrição do Trabalhador). Com isso, o Fisco espera acelerar o processo de preenchimento do sistema e a conferência de dados.

Outra novidade é que o prazo de entrega da declaração que começa na próxima terça-feira, e vai até as 23h59 do dia 29 de abril de 2016. A liberação do programa antes do prazo de entrega também é mais uma mudança da Receita. Segundo o órgão, a medida ajudará na organização dos contribuintes na hora de fazer a declaração. O Fisco espera receber 28,5 milhões de documentos.

 

ATENÇÃO,

 

Está obrigado a declarar quem teve rendimentos tributáveis (salário, aposentadoria, aluguel) acima de R$28.123,91 em 2015. Também têm que declarar contribuintes com rendimentos isentos (poupança, FGTS) ou tributáveis na fonte (13º salário) acima de R$40 mil e quem tem atividade rural com receita superior a R$140 mil.

 

As informações da declaração de 2015 que serão importadas para a deste ano englobam participação de lucros, poupança, aplicações financeiras, rendimentos de 65 anos (isentos), moléstias graves, entre outros.

 

“A ideia é trazer a declaração cada vez mais preenchida com base na do ano anterior”, afirmou Joaquim Adir, supervisor nacional de IR. 

Além disso,

 

Os casados não precisarão mais informar rendimentos tributáveis e imposto pago do cônjuge. Basta informar o CPF. A medida foi criada para agilizar o envio de informações. Também é importante fazer um planejamento tributário. Por exemplo, quem é casado deve analisar se é melhor colocar o cônjuge como dependente ou não e fazer isso em separado. Esse cálculo não pode ser feito no rascunho. A pessoa deve simular no sistema.

 

Bom, Todos nós sabemos que ninguém quer pagar imposto, seja ele alto, médio ou baixo, pelo contrário, o ideal é conseguir restituir o máximo possível, evitando a mordida do felino.

 

Foi por isso que decidi listar aqui as…

 11 Dicas para fazer uma declaração vencedora, obtendo o máximo de RESTITUIÇÃO

 

1) Antes de finalizar  e enviar a sua declaração verifique a situação mais vantajosa, pois o valor do imposto pode ser menor dependendo do modelo de declaração, Simplificado ou Completo. É possível simular no programa.

“Na declaração simplificada, o contribuinte não precisa informar deduções e tem desconto simplificado de 20% do valor dos rendimentos tributáveis, limitado a R$ 16.754,34. 

2)Essa muito pouca gente sabe, 

quem recebeu abaixo da faixa de R$ 28. 123,91 ou dos demais requisitos obrigatórios para declarar. Esses cidadãos também podem ter restituição. “O contribuinte que não está obrigado a declarar, mas que teve retenção na fonte, por exemplo, seja ao longo do ano ou apenas em um mês por conta do pagamento das férias, deve fazer a declaração para ter a restituição”.

3) É possível aumentar o valor a ser devolvido pela Receita, entregando a declaração no fim do prazo.

O contribuinte que assim o fizer ficará para o último lote de restituição, recebendo em dezembro com correção maior, pois a atualização do valor da restituição é baseada na Taxa Selic, mais de 1% ao mês.

4) Não deixe para declarar fora do Prazo estipulado, ou seja, não deixe para enviar após às 23h 59min do dia 29 de abril de 2016.

A pessoa estará sujeita a multa de 1% ao mês sobre o imposto devido até no máximo 20%. A multa mínima é de R$ 165,64”, informa Joaquim Adir, supervisor nacional de IR.

Agora,

Se o devedor não se regularizar, o Fisco envia ofício para a entrega de declaração. A Receita cobrará o imposto devido sobre a renda não declarada, como bens e imóveis. Se não fizer, será considerado sonegador e não conseguirá empréstimo bancário. Também fica com o CPF irregular e terá problemas para emitir passaporte e fazer concurso público. Se não quitar o débito, ele pode ser réu em ação de execução fiscal, ter bens penhorados e ser preso.

imposto de renda

5) Dados Importantes

a] Informes de rendimentos de salário, distribuição de lucros, aposentadoria e pensão.

b] Nome e CPF de dependente com idade a partir de 14 anos, menores de 14 anos só é obrigatório o nome.

c] Informe de rendimento financeiro fornecido por banco.

d] Recibos de pagamento de despesas escolares dos dependentes ou do próprio contribuinte.

e] Recibos de despesas com saúde ou outros gastos, com nome e CPF do profissional que prestou o serviço.

f] Dados do empregado doméstico com os recolhimentos das contribuições ao INSS.

g] Para comprovar pensão alimentícia: nome e CPF do ex-cônjuge e filho.

h] Recibos de aluguéis de bens móveis e imóveis recebidos.

i] Autônomos: cópias de recibos dados a clientes, além do resumo mensal do livro caixa informando o carnê-leão.

j] Recibo de entrada da declaração do Imposto de Renda do ano passado.

DESPESAS QUE PODEM SER ABATIDAS

 

6) Nota Fiscal Paulista

O resgate de créditos ou a utilização dos valores para pagamento do IPVA são isentos do pagamento do imposto de renda.

O valor total dos créditos recebidos no ano passado deve ser incluído na linha 24 do campo “Outros”, que consta na ficha de “Rendimentos Isentos e Não Tributáveis” da declaração.

Já os prêmios distribuídos pelo programa têm imposto retido na fonte. Ou seja, o consumidor já recebe o valor com o desconto dos tributos.

7) SAÚDE

Despesas com saúde, como médico, dentista, fisioterapeuta, podem ser abatidas integralmente. Não existe um valor limite para dedução desses gastos, ao contrário de outros gastos como as com dependentes e com instrução. Também podem ser abatidas integralmente as despesas com pensão alimentícia (somente as garantidas por decisão judicial).

As despesas com plano de saúde também podem ser abatidas integralmente. Mas não é permitida a inclusão da totalidade dos planos de saúde familiar, quando o dependente faz a declaração em separado.

8) DEPENDENTES

O abatimento é limitado a R$ 2.275,08 por dependente. Podem ser dependentes o filho ou enteado, até 21 anos (ou em qualquer idade, quando incapacitado para o trabalho) ou até 24 anos de idade, se estiver estudando.

Inclui também cônjuge, companheiro, pais,a vós, bisavós irmão, neto bisneto. Menor pobre até 21 anos de quem detenha a guarda judicial.

kid-395657_640

9) EDUCAÇÃO

O abatimento dos gastos com instrução é limitado a R$ 3.561,50 por contribuinte ou dependente. A dedução só é permitida para os gastos com Educação Infantil, escola, Ensino Superior e Pós-Graduação (Mestrado, Doutorado e Especialização), Ensino Técnico e Tecnológico. Não pode ser incluído curso de idiomas.

10) DOMÉSTICAS

A contribuição paga à Previdência Social pelo empregador doméstico pode ser deduzida em R$ 1.182,20. O valor corresponde à contribuição de 12% paga pelo patrão que assinou a carteira ao INSS.

11) MAIORES DE 65 ANOS

As aposentadorias e as pensões de maiores de 65 anos podem ser deduzidas em até R$ 1.787,77 por mês. O abatimento deve ser informado no campo de Rendimentos Isentos, identificado como ‘parcela isenta de proventos de aposentadoria, reforma e pensão’.

OK!!!

Já estou terminando este artigo, mas não poderia deixar de compartilhar com vocês esta informação, VEJAM ABAIXO:

STF aprova acesso de dados

Leão-correção-da-tabela-de-IR-300x206

 

Por 9 votos a 2, o Supremo Tribunal Federal (STF) confirmou ontem a validade da Lei Complementar 105/2001, que permite à Receita Federal acessar informações bancárias de contribuintes sem autorização judicial nos casos de apuração de fraudes fiscais.

O julgamento começou na semana passada, quando a maioria dos ministros decidiu pela constitucionalidade da norma. O Fisco defende o acesso aos dados para combater a sonegação fiscal.

Segundo o órgão, o procedimento para ter as informações bancárias junto do Banco Central e às instituições financeiras não é feito de forma discriminada e ocorre somente nos casos estabelecidos pela lei. Segundo nota técnica da Receita, o acesso tem conhecimento do contribuinte.

Conclusão

Apesar de ser um assunto bastante chato e massante, é importante ter o conhecimento de cada detalhe, seja atualização ou formas de fazer uma declaração visando uma maior restituição do imposto retido na fonte. Acredito que  a partir de agora, várias questões estão esclarecidas e que é possível fazer a declaração com maior segurança e conhecimento de causa.

E como já falei antes, o meu maior desejo é ajuda-los a ter uma vida financeira mais próspera, por isso conte com o meu esforço para sempre dar as melhores informações e dicas.

Agora, deixa eu perguntar uma coisa …

Você ficou com alguma dúvida sobre o artigo ou gostaria de comentar algo sobre o assunto?
Então deixe seu comentário logo abaixo.

Responderei a todos os comentários, e garanto que todos serão lidos com bastante atenção.
Compartilhe esse artigo com seus amigos e/ou familiares!
Até a mais,

Forte Abraço,

Lucas Santos

Post author

Responda